Fim da licença-maternidade e agora?

20 Mai. 2022 / Maternidade / Estilo de Vida

Fonte: Lolly Brasil

A licença-maternidade é um momento essencial para as mamães, pois é o período em que ela ficará se dedicará exclusivamente aos cuidados do seu bebê que acabou de vir ao mundo.

Pela lei brasileira, são 120 dias corridos após o nascimento, ou seja, aproximadamente 4 meses de direito garantido. Há empresas que estendem as férias da mamãe e ela consegue esticar mais 30 dias. Mas, e quando acaba a licença-maternidade? O que fazer?

Mamães desesperadas: licença-maternidade acabando? 

Muitas mamães sofrem quando chega o fim da licença-maternidade, o que é absolutamente compreensível, afinal, é um misto de emoções que toma conta. Mas, antes de você se preocupar num nível máximo, é importante entender que trabalhar também faz parte do combo vida. Veja algumas dicas que separamos para você – mamãe que precisa voltas às atividades - tornar esse momento menos sofrido.

1 - Saber com quem o bebê vai ficar

A primeira dica é decidir com quem você vai deixar o seu bebê no período que você estiver trabalhando. Sabemos que ninguém cuidará melhor do que você, mas, neste caso, é preciso confiar. 

Por isso, se você tem uma rede de apoio familiar, desde companheiro com tempo flexível, avós comprometidas ou uma funcionária que pode ajudar, a opção de deixá-lo com alguém de confiança fica mais fácil. 

Mas, se você não tem essas escolhas, faça uma pesquisa de berçários e creches que te agrade. Lá, também tem profissionais capacitadas e que estarão empenhadas em suprir as necessidades do seu filho enquanto a mamãe restabelece a sua vida profissional. 

2 - Fim da licença-maternidade não significa fim do aleitamento materno

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o aleitamento materno deve ser exclusivo até os seis meses de vida do bebê, isso impacta muitas mamães que estão ansiosas com o fim da licença-maternidade. Para tranquilizá-las, a lactante que retorna ao trabalho antes deste período, tem direito a dois intervalos de 30 minutos para poder cumprir com a amamentação.

Se caso o seu trabalho não fique próximo de onde o bebê ficará, é possível negociar com a sua empresa a soma dos intervalos e sair 1 hora mais cedo no final do expediente.

Mas, a dica que reforçamos é: mamães, conscientizem-se da importância do aleitamento materno e não se preocupem com o desmame desnecessário. Siga nessa afirmação para garantir a produção de leite e nutrir seu bebê com tudo que ele mais precisa.

3- Mudança de rotina

Uma coisa que está incluída com o fim da licença-maternidade é a mudança de rotina. Isso é inevitável e para que não haja interrupções muito abruptas para ambos, tente equilibrar algumas demandas da rotina do bebê na sequência como soninho e banho.

4 - Cuide do seu emocional

Antes mesmo de alinhar os pontos que envolvem o fim da sua licença-maternidade, é hora de cuidar do seu emocional, mamãe. Para que tudo dê certo, é preciso que você esteja bem, principalmente para que seu retorno ao trabalho seja produtivo e o relacionamento com seu bebê saudável. 

Não se cobre além da conta e se permita aos picos que a maternidade exige de nós. Chore quando puder, converse com uma amiga, divida suas angústias com seu companheiro e esteja ciente de que não dá para abraçar o mundo todo. 

As mudanças fazem parte da vida da mamãe e do filho. Com planejamento e apoio emocional da família, amigos e até de colegas de trabalho, a transição será mais fácil do que você pensa.

Ao fim do dia, aproveite para curtir ao máximo seu bebê, conversar bastante com ele e reafirmar o laço entre vocês. Ele, com certeza, entenderá, ainda mais se você estiver segura e for verdadeira com ele.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com as mamães que estão passando por isso. Não se esqueça de usar a #MyLollyBlog

Até a próxima!

Recomendados Para Você:

 

© Copyright 2019 - Lolly Baby - Todos os Direitos Reservados