Congestão nasal tem solução?

29 Jun. 2020 / Maternidade / Alimentação / Saúde / Dicas

Fonte: Lolly

Problemas respiratórios são comuns durante o outono e inverno, mas quais os métodos para ajudar bebês e crianças pequenas, que ainda não conseguem assoar o nariz sozinhas, a respirarem e, por consequência, se alimentarem melhor?

O frio já está batendo à nossa porta e com ele vem a preocupação com as doenças características da estação. É fato que as doenças ligadas às vias aéreas costumam ser mais comuns no outono e inverno, lotando prontos-socorros e consultórios pediátricos. Isso está diretamente ligado às quedas bruscas de temperatura, redução da umidade relativa do ar, suspensão de partículas no ar, além da permanência em ambientes mais fechados e o aumento da poluição. Tudo isso leva a uma maior incidência e contribui para os quadros de doenças respiratórias, sejam inflamatórias ou alérgicas.

Gripe, rinite, bronquite e bronquiolite são alguns dos problemas de saúde infantis mais comuns nesse período e que trazem consigo a obstrução nasal, que para bebês e crianças pequenas, que ainda não conseguem assoar o nariz, pode significar um grande desconforto, reduzindo a capacidade básica de respiração. Na prática, para os pequenos, isto causa entre outras coisas, cansaço excessivo, queda na qualidade do sono e dificuldade na alimentação.

A higiene nasal com a aplicação do soro fisiológico seguida da aspiração nasal com um dispositivo ou aspirador é um recurso ainda mais valioso no tratamento dos resfriados nos bebê e lactantes, já que o uso de medicamentos para tratamento de congestão nasal nesta faixa etária é bastante restrito. A aspiração mecânica do muco alivia os sintomas do resfriado e melhoram a congestão nasal. Por consequência, a criança ou bebê dormem e se alimentam melhor, pois conseguem respirar bem pelo nariz enquanto mastigam ou mamam.

Outra vantagem da utilização de um dispositivo mecânico para sucção da secreção é a diminuição dos riscos de desenvolvimento de infecção de ouvido e sinusite, de maneira mais significativa se comparada com a higiene nasal apenas com solução salina (1,3).

 

A higiene nasal com aspirador nasal e seu efeito nos pulmões

O tratamento correto dos resfriados é benéfico também para reduzir os sintomas pulmonares. Um estudo mostrou que a aspiração nasal levou à redução do tempo dos sintomas do resfriado e da tosse, sugerindo que a aspiração da secreção regular diminuiu a transição do muco das narinas para a faringe e garganta. Uma conclusão dos autores deste estudo é que, os resultados sugerem que a simples remoção mecânica do muco nasal melhora os sintomas das vias aéreas inferiores e reduz a necessidade de inalações, usadas nos episódios de chiado dos pulmões (2).

 

Referências Bibliográficas

1. Chirico G, Quartarone G, Mallefet P. Nasal congestiond in infants and children: a literature review on efficacy and safety of non-pharmaclogical treatments. Minerva Pediatr 2014; 66 (6):549-57.

2. Pizzulli A, et al. The impact of nasal aspiration with an automatic device on upper and lower respiratory symptoms in wheezing children: a pilot case-control study.  Ital J Pediatr. 2018; 44:68.

3. Montanari G, Ceschin F, Masotti S, Bravi F, Chinea B, Quartarone G. Observational study on the performance of the Narhinel method (nasal aspirator and physiological saline solution) versus physiological saline solution in the prevention of recurrences of viral rhinitis and associated complications of the upper respiratory tract infections (URTI), with a special focus on accute rhinosinusitis and acute otitis of the middle ear. Minerva Pediatr. 2010; 62(1):9-16, 17-21.

Recomendados Para Você:

 

© Copyright 2019 - Lolly Baby - Todos os Direitos Reservados