Como prevenir a ansiedade e a agressividade nas crianças

27 Jul. 2021 / Maternidade / Saúde / Dicas

Fonte: Lolly

A ansiedade é um estado mental que não afeta somente os adultos. É comum os pequenos apresentarem sintomas de ansiedade quando há separação dos pais, mudança de casa e de escola, ou quando algum familiar morre e, por isso, diante destas situações mais traumáticas, os pais devem ficar atentos ao comportamento da criança, verificando se ela está se adaptando à nova situação ou se está desenvolvendo medos irracionais e excessivos.

 

VEJA TAMBÉM: Como Conciliar Trabalho Com Maternidade

 

Normalmente quando seu filho se sente seguro, protegido e amparado, ele fica mais calmo e mais tranquilo. Conversar com a criança, olhando nos olhos e tentando entender seu ponto de vista, a ajuda a entender seus próprios sentimentos, contribuindo para o seu desenvolvimento.

Nem sempre as crianças sabem comunicar aos adultos suas emoções, por isso, é importante ter atenção em mudanças de hábitos ou comportamentos. Identificar precocemente transtornos de ansiedade nas crianças e, então, lidar com eles da melhor forma, é essencial para evitar repercussões negativas na qualidade de vida e no desenvolvimento dos pequenos.

Como a ansiedade se manifesta nas crianças 

As crianças que sofrem de ansiedade sentem os seguintes sintomas:

Medo intenso

Preocupação

Irritabilidade

Agitação

Nervosismo

Agressividade excessiva

Alterações nos hábitos de sono e pesadelos frequentes, com sono durante o dia   

            devido às noites mal dormidas

Impaciência, que pode levar a ataques de birra, por exemplo

Dificuldade de concentração

Alterações no apetite para mais ou para menos.

 

Em quadros mais graves, a criança ansiosa pode apresentar os seguintes sintomas:

Desmaios

Palpitações

Quadros febris

Mãos úmidas e geladas

Dores de cabeça ou estômago

Insônia e, inclusive, convulsões.

 

Como prevenir a ansiedade nas crianças: 

Pesquise os motivos por trás da ansiedade

Pergunte à criança o que a preocupa, por que e como ela se sente a respeito. Você deve estar disponível para que ela desabafe, mas sem insistir demais nem obrigá-la a contar o que ela não quer.

Dê o exemplo

Fique atento ao seu comportamento e cuidado com as informações que a criança ouve. Ela deve ficar de fora de alguns problemas. Assim, pouco a pouco, a criança vai assimilar essa conduta e aprender que tudo tem solução.

Mostre que ela está em segurança

Seja o porto seguro do seu filho. Abrace, mostre que os super-heróis da vida real estão sempre dispostos a enfrentar os vilões e os monstros para que ele fique em segurança.

Seja compreensivo

Se uma criança se sente sozinha em uma situação desagradável, sua ansiedade vai aumentar. Se você demonstrar afeto e apoio, ela vai se sentir mais confiante para enfrentar qualquer tipo de circunstância que possa aparecer.

Parabenize por suas conquistas

Observe as conquistas do seu filho e parabenize por isso, não importa a idade. Se for pequeno, parabenize por cada gesto diferente, cada palavra nova, e vibre com os resultados. Se fizermos a criança perceber as capacidades que possui, sua mentalidade vai mudar e ela vai ser capaz de enfrentar qualquer coisa de maneira mais positiva.

Não exija demais 

Exigir demais e ultrapassar os limites pode causar estragos na personalidade da criança. É preciso respeitar os limites e as fases dos pequenos. Eles precisam de equilíbrio.

Como recomendação final, podemos e devemos nos envolver na vida dos nossos filhos, no melhor sentido da frase. Sem pressionar nem invadir a privacidade, é positivo acompanhar o que acontece no dia a dia deles, criar espaços para que falem de seu dia e de suas descobertas.

As dicas são importantes, mas não se esqueça de sempre procurar um especialista ou um profissional de saúde para mais esclarecimentos.

Recomendados Para Você:

 

© Copyright 2019 - Lolly Baby - Todos os Direitos Reservados