Vacinar, sim: um gesto de amor!

03 Ago. 2021 / Maternidade / Saúde / Dicas

Fonte: Lolly

Doenças como caxumba, rubéola e coqueluche podem levar à morte e acometem principalmente crianças. Por isso, as vacinas são essenciais para protegê-las contra doenças infecciosas.  

A imunização deve ser iniciada na maternidade com as vacinas contra hepatite B e BCG (tuberculose). A partir dos 2 meses, deve-se seguir o calendário recomendado pelo PNI (Plano Nacional de Imunizações).

 

VEJA TAMBÉM: Como prevenir a ansiedade e a agressividade nas crianças

 

As crianças menores de 5 anos são mais vulneráveis, por isso é essencial que os pais ou responsáveis se atentem para o calendário de vacinação, que deve ser seguido em todas as fases da vida. Os reforços das doses devem ocorrer nos intervalos recomendados.

 

Vacinação na infância

Além dos bebês, a família também deve contribuir com essa proteção estando imunizada. As vacinas estimulam o sistema imunológico a desenvolver anticorpos e células que combatem as infecções e impedem que as doenças se instalem.

 

O que a vacina proporciona:

Permite que a memória imunológica possa desenvolver uma resposta rápida e controlar a infecção natural;

Previne a manifestação da doença na pessoa vacinada;

Protege a população de doenças causadas por vírus e bactérias;

Reduz drasticamente o risco de morte e de epidemias.

A vacinação é uma questão de responsabilidade social. E é a forma mais eficaz de se prevenir. Quanto mais pessoas imunizadas, menor a chance de termos pessoas doentes. 

Lembrando que a vacinação para adultos e idosos é tão importante quanto para as crianças. A vacinação é um ato de amor e cuidado com a sua família e o próximo.

 

 

 

 

Recomendados Para Você:

 

© Copyright 2019 - Lolly Baby - Todos os Direitos Reservados